Astérix faz 50 Anos!

50 Anos de Aventuras!

50 Anos de Aventuras!

asterix

 

Eu li!

crepusculo-capaTítulo : Crepúsculo
Autora : Stephenie Meyer
Editora : Gailivro

Ao mudar-se para Forks, Isabella Swan, conhece Edward Cullen. Um rapaz lindo, pele extremamente branca e voz sedutora. Encanta logo Isabella, que depressa se apaixona por ele. Numa ida à praia, Bella encontra um velho amigo que lhe diz que há uma lenda onde Edward é um vampiro. Bella confronta Edward, e este diz-lhe a verdade. Ao viver um romance com Edward, Bella descobre o mundo fantástico dos vampiros, onde ele vive. Só que ao assistir a um jogo de basebol entre Edward e a família dele, aparecem outros vampiros, que estão destinados a matar Bella. Edward faz de tudo para que a sua amada não morra, mas será que ele vai conseguir salvá-la?

stephenie-meyer2

Vamos conhecer um pouco a sua autora?

 Stephenie Meyer nasceu na véspera de Natal, em Hartford, Connecticut, mas vive em Phoenix, no estado do Arizona desde os quatro anos de idade. É lá que vive com o seu marido e os seus três filhos. Licenciou-se em Literatura Inglesa, pela Brigham Young University. Após a publicação do seu primeiro romance, Twilight (entre nós publicado com o titulo Crepúsculo), Stephenie Meyer foi considerada “como uma das mais promissoras novas escritoras de 2005” (Publishers Weekly). O seu romance de estreia foi bem recebido pela critica tendo conseguido várias distinções entre as quais se destacam: A New York Times Editor’s Choice; A Publishers Weekly Best Book of the Year, Amazon “Best Book of the Decade…So Far”. Sem dúvida um romance de qualidade, já traduzido, até agora, em 20 línguas. In http://www.wook.pt/authors/detail/id/39159 Acedido em [20 Out. 2009]

 Ana Sacramento
6ºE

Semana da Alimentação | 15 a 20 de Outubro

sizeme

DSC_9000_a

No âmbito da Semana da Alimentação, a Biblioteca Escolar organizou uma exposição bibliográfica sobre este assunto e disponibilizou o documentário “Super Size Me” do realizador Morgan Spurlock para visionamento em espaço de aula e na BE.

As turmas do 6ºF e 6ºG apresentaram igualmente uma exposição para comemorar o Dia Mundial da Alimentação (16 de Outubro) através de um trabalho gráfico e da elaboração de uma roda dos alimentos. Estes trabalhos realizaram-se em Área de Projecto.

Aqui estão as fotografias!

DSC_8994

DSC_8999

Consultem igualmente o conjunto de sites propostos para este assunto na barra lateral em Educação para a Saúde.

«O Dia Mundial da Alimentação, proclamado, em 1979, pela Conferência organizada pela FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations), tem por objectivo despertar o interesse das pessoas pelo problema da alimentação no mundo e reforçar a solidariedade na luta contra a fome, a malnutrição e a pobreza.
O Dia comemora a data da fundação da FAO, em 1945.
Em 1980, a Assembleia Geral aprovou a comemoração do Dia, tendo em consideração que “a alimentação é um requisito para a sobrevivência e o bem-estar da humanidade e uma necessidade humana fundamental”
(resolução 35/70, de 5 de Dezembro).»
Centro de Informação das Nações Unidas em Portugal <http://www.onuportugal.pt/> (já não está on line)

 

O Dia da Alimentação

Ponha-se a mesa para todos
e não apenas para alguns,
que na hora de comer
não se aceitam os jejuns,
sobretudo se fizerem
da fome esse drama
que mata milhões por dia
vítimas de uma trama
que tanto nos angustia
por vermos os ricos mais ricos
e os pobres com tal pobreza
que priva de alimento
quem está faminto e sedento
e morre sem sequer saber
o direito que, como nós,
também tinha de viver.

O Livro dos Dias
José Jorge Letria

Boas leituras!

A Equipa da BE

Herta Müller | Prémio Nobel da Literatura 2009

mueller_herta1hf_2004O Prémio Nobel da Literatura foi atribuído este ano à escritora alemã, de origem romena, Herta Müller, de 56 anos.

Herta Müller nasceu a 17 de Agosto de 1953, na aldeia de Nitzkydorf, perto de Timisoara, na Roménia, estudou alemão e literatura romena na sua terra natal e trabalhou depois como tradutora numa fábrica de Timisoara, antes de ser demitida das suas funções em 1979 por se ter recusado a colaborar com a Securitate, a polícia política de Nicolae Ceaucescu. Müller acabou por abandonar o seu país em 1987 para ir para a Alemanha com o marido, o também escritor Richard Wagner. Para trás deixou uma longa luta perdida pela publicação dos seus trabalhos frontalmente críticos ao regime totalitário de Ceausescu, que acabaria por ser derrubado dois anos depois.
O seu primeiro livro, intitulado “Terras Baixas” foi publicado numa versão censurada, em 1982, na Alemanha.

Vive em Berlim desde 1987 e acaba de ser a 12ª mulher distinguida pelo Prémio Nobel da Literatura.

Em Portugal, existem apenas dois livros traduzidos desta escritora: “O Homem é um Grande Faisão sobre a Terra” e “A Terra das Ameixas Verdes”.

Para mais detalhes, consultem:
Expresso 
Ler
Annualia

Eu li!

                                        724231_Terror%20baixa

       O Terror : a Guerra Civil na Revolução Francesa
Título

David Andress
Autor

Civilização Editora

David Andress é autor, historiador e orador principal de História Europeia Moderna, na Universidade de Portsmouth, conta já com mais de quinze anos de experiência a nível de ensino e de escrita sobre a França revolucionária do século XVIII.

 Este livro é extremamente interessante e fascinante, aconselho a sua leitura a todos os amantes de História. Acho que todos nós devíamos saber um pouco mais sobre este tema. Em França, nasceu o mundo que conhecemos hoje, a igualdade de todos os Homens foi aceite, as sociedades de ordens foram abolidas e toda a nossa liberdade, deve-se a esta revolução! (A escrita do livro não é totalmente acessível para a nossa idade, mas este problema resolve-se facilmente com um dicionário).

Bruno Reis
9º C | nº 6

Resumo do livro (retirado da capa do livro)
A história do Terror é uma história de grandes declarações políticas, motins e insurreições, mas também uma história de sobrevivência: a fome, perseguições e exigências ideológicas complexas, uma história de como um Estado, mesmo com a mais nobre das intenções, se pode virar contra o seu povo e quase o esmagar.

A Revolução Francesa marca a fundação do mundo político moderno. Foi durante a Revolução que as forças políticas do conservadorismo, do liberalismo e do socialismo começaram a encontrar a sua forma moderna e foi a Revolução que primeiro proclamou os princípios universais dos direitos do homem e do cidadão, nos quais as noções actuais de cidadania estão baseadas. O Terror foi, no fundo, uma guerra civil, e tais guerras são sempre brutais e complexas. A guilhotina em Paris reclamou mais de 1500 vítimas oficiais, mas as execuções dos rebeldes contra-revolucionários capturados chegaram às dezenas de milhar, e o número de mortes nas áreas de maior conflito terá provavelmente ultrapassado os cem mil, com massacres indiscriminados sendo cometidos por ambos os lados.

 Crítica da Imprensa:
“Muito fascinante… David Andress deu um sério contributo a este tema contemporâneo de maneira acessível.”
THE TIMES

“O tratamento mais autorizado que provavelmente teremos durante muitos anos.”
THE INDEPENDENT

“Um livro muito bem escrito e magnificamente produzido.”
THE SUNDAY TELEGRAPH

Eu li!

Esta rubrica tem como objectivo divulgar livros que os nossos Utilizadores vão lendo.

Esperamos que gostem das sugestões de leitura!

Capa contos para rir

 Eu recomendo…

 Olá, eu sou a Carolina Marques e recomendo o seguinte livro para lerem:

 Contos para Rir

Luísa Ducla Soares
 Livraria Civilização Editora
2005

             Mas agora uma pergunta, como é que vocês vão saber se o livro é divertido ou não? Eu posso dizer: -O livro é giro. – Mas os gostos são todos diferentes, por isso eu fiz uma espécie de resumo para saber se vocês concordam comigo, portanto cá vai e espero que quando lerem fiquem interessados no livro e que decidam lê-lo.

            “Contos Para Rir” é um livro que reúne alguns dos mais famosos contos tradicionais portugueses contados à moda da também famosa escritora: Luísa Ducla Soares. Bons, os contos têm um pouco de esperteza, burrice, egoísmo e muitos mais adjectivos que numa história fazem rir. São 16 contos!!!!!!! (disse bem, 16) para rir.

De seguida, vou fazer um resumo muito resumido de um dos contos do livro. O título é: “Pedro das Malasartes” e é o primeiro.

            Esta história fala de um menino que é muito tonto e que faz muitas asneiras. Uma delas, que é logo a primeira, começa com a mãe a pedir a Pedro que traga um porco, mas com muito cuidado para ele não fugir, mas o tontinho trouxe-o ao colo para ele não se cansar e quando a mãe foi ver o que é que se passava (pois já estranhava ele estar a demorar tanto), viu-o estendido no chão com o porco em cima. A mãe disse-lhe que, para a próxima, trouxesse o porco atado com uma cordinha. No dia seguinte, a mãe pediu-lhe que ele trouxesse umas garrafas de vinho da adega. Quando chegou, atou um cordel às garrafas e foi a arrastá-las pelo chão até casa. Já em casa as garrafas estavam todas partidas e o vinho …

            Já viram que a primeira peripécia é divertida, quanto ao resto, só vos posso dizer que entretanto ele rebola-se numa poça de lama, a mãe zanga-se, manda-o ir lavar a roupa ao rio e, depois de uma série de aventuras, quando chega a casa, limpo e seco, a mãe “felicita-o” sem saber o que acontecera durante toda aquela tarde em que o seu filho tinha ido ao rio.

            Pronto, se acharam a história engraçada, agora imaginem as outras! O livro é demais, mesmo, acreditem em mim.

 Carolina Marques

5ºC

La flor mais grande do mundo – José Saramago e Emilio Aragón

Y se las historias para niños fueram
de lectura obligatoria para los adultos?

Seriamos realmente capaces de aprender
lo que, hace tanto tiempo venimos enseñando?”

“A flor mais grande do mundo” de José Saramago
numa curta-metragem de Juan Pablo Etcheberry

Para acederes à versão portuguesa clica aqui!

 

%d bloggers like this: