Os nossos Escritores!

O CANDEEIRO QUE FALAVA
Certo dia, quando estava a fazer os trabalhos de casa, ouvi uma voz fininha a dizer:
-Olá, olá, como estás?
Eu estava assustada, mas, ao mesmo tempo, queria descobrir quem estava a falar, então disse:
-Quem está aí?
-Sou eu – disse aquela voz, – o teu candeeiro.
-Tu falas? – perguntei eu.
– Sim, mas por que perguntas isso? Todos os objectos que aqui estão falam.
Queres ouvir? – disse ele.
-Sim, pode ser – disse eu.
-Vá, digam todos olá! – disse eu.
-Olá! – disseram eles em coro.
Ao ouvir aquilo fiquei espantada, nunca tinha pensado que os objectos poderiam falar!
Depois de termos falado muito sobre as nossas vidas ele disse:
-Vou-te dizer a coisa que mais detesto na vida.
-Diz lá.
-É ser aceso de dia! – exclamou ele.
-Mas como posso prevenir isso? – perguntei eu.
-Então, podes utilizar a luz do dia ou então usas o meu pai, que é aquela luz que está no tecto.
-Agora já percebi, obrigada por me explicares isso! – disse eu.
E a partir daquele dia fiquei a saber que devo poupar a luz.
Joana Sousa, 6º F

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: