Poemário online | POESIA TODOS OS DIAS!

 Já visitaram este mês o Poemário OnLine da Biblioteca Municipal de Coimbra ?

Diariamente podemos ler e conhecer tantos escritores, voar com eles e pensar que todo o tempo é tempo de poesia! E sabem, podem ler muito MAIS se clicarem no dia e mês que escolherem! Vamos então ler +?

Tempo de poesia

Todo o tempo é de poesia
Desde a névoa da manhã
À névoa do outro dia.
Desde a quentura do ventre
À frigidez da agonia.
Todo o tempo é de poesia.
Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue sossobram.
Vidas que a amar se consagram.
Sob a cúpula sombria
Das mãos que pedem vingança.
Sob o arco da aliança
Da celeste alegoria.
Todo o tempo é de poesia.
Desde a arrumação do caos
À confusão da harmonia.

António Gedeão (1906-1997),
Movimento perpétuo

 Podem ler+ em      http://www.cm-coimbra.pt/biblioteca/poemario2011 
  
                                EU
 
Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada… a dolorida…

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino, amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!

Sou aquela que passa e ninguém vê…
Sou a que chamam triste sem o ser…
Sou a que chora sem saber porquê…

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!
   Florbela Espanca (1894-1930),in Livro De Mágoas

(seleccionado pela Escola Secundária Infanta D. Maria)

Durante o mês de Março, foram os alunos do Liceu Dr. Rui Barcelos da Cunha – Bissau, Guiné-Bissau que contribuiram para este calendário de poemas! O autor deste texto foi um aluno do 9ºano.

AFRICANIDADE

Menino africano
Gotinha de chuva,
Para onde vais?
A caminho do rio
E depois para o mar.

Grãozinho de terra
Para onde vais?
Vou ver os caminhos que hei-de cruzar.

Menino africano
Que pensas fazer?
Um mundo mais justo
Para a gente viver. 
.
Zelmar Gomes, aluno do 9º ano do Liceu Dr. Rui Barcelos da Cunha, poema publicado no jornal escolar Anunciador de Junho de 2010

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: