A ler e a contar na biblioteca escolar | Itinerância de autores | Rodolfo Castro | 1.º ciclo

Vamos receber, nos dias 27 e 28 de novembro, o autor e contador de histórias, Rodolfo Castro, nas escolas com Biblioteca Escolar do 1.º ciclo do agrupamento.

Rodolfo Castro formou-se como professor de ensino básico na Argentina. Vive profissionalmente como contador de histórias há 25 anos. É escritor com mais de 15 livros publicados em Portugal e noutros países e, atualmente, experimenta os caminhos da ilustração dos seus próprios livros. “A canção dos velhos caçadores”, “Nove histórias mal contadas” e “Amigos …até a hora do almoço”.
É formador creditado e ministra workshops e cursos na área da leitura e da narração oral.

rodolfo castro

 

Vamos conhecer, Rodolfo Castro, conhecido como «O pior contador de historias do mundo»?

Vai ser uma experiência fantástica, pois este autor irá promover a palavra contada e cativar os nossos alunos com a magia das “9 histórias mal contadas”! Vamos ouvir e ver?

27 de novembro
Cada sessão demora aproximadamente 45minutos.

EB Almalaguês
1 sessão
9:45 às 10:30- todos os alunos
(15 minutos para a sessão de autógrafos)

EB Vendas de Ceira
1 sessão
11:15 às 12:00- todos os alunos
(15 minutos para a sessão de autógrafos)

Centro Escolar do Areeiro
2 sessões
14.00 às 14:45 – (JI + 1.º ano)
(15 minutos para a sessão de autógrafos)
15:00 às 15:45 – (2.º, 3.º, 4.º anos)
(15 minutos para a sessão de autógrafos)

 

28 de novembro
Cada sessão demora aproximadamente 45minutos.

Centro escolar Quinta das Flores
2 sessões
9:45 às 10:30 – 3.º e 4.º anos
(15 minutos para a sessão de autógrafos)
10:45 às 11:30 – (JI + 1.º e 2,º anos)
(15 minutos para a sessão de autógrafos)

EB Norton de Matos
1 sessão
14.00 às 14:45- todos os alunos
(15 minutos para a sessão de autógrafos)

Boas leituras!

 

22 de novembro de 2018 | Palestra “A ciência e a escrita” | António Piedade

No próximo dia 22 de novembro vai decorrer, na BE da Alice Gouveia, uma palestra intitulada “A ciência e  escrita”, dinamizada pelo Dr. António Piedade, no âmbito das comemorações da Semana a Ciência e da Tecnologia e destinada aos alunos de 8.º ano e numa organização da BE em articulação com a área disciplinar de Físico-Química.

Vamos conhecer a temática a ser abordada?

“A ciência sempre usou a escrita para se divulgar e, logo, para ser ciência. Sem comunicação dos resultados científicos, não pode haver ciência. Por isso a escrita de ciência assume uma componente crucial. Mas há diferentes “escritas” de ciência. Desde logo o artigo científico, passando pela literatura até à poesia. Nesta palestra darei vários exemplos destas diferentes escritas, principalmente no caso português.” António Piedade

Agora, vamos conhecer o nosso convidado!

António Piedade é Bioquímico e Comunicador de Ciência. É coordenador e consultor científico do projecto nacional “Ciência na Imprensa Regional – Ciência Viva”, da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica. Colabora com o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra e vários Centros Ciência Viva, entre os quais o Pavilhão do Conhecimento (Lisboa), o Rómulo Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra e o Exploratório (Coimbra). Publicou mais 500 artigos e crónicas de divulgação científica na imprensa portuguesa e 20 artigos em revistas científicas internacionais. É autor de sete livros de divulgação de ciência: “Íris Científica” (Mar da Palavra, 2005 – Plano Nacional de Leitura),”Caminhos de Ciência” com prefácio de Carlos Fiolhais (Imprensa Universidade de Coimbra, 2011), “Silêncio Prodigioso” (Ed. autor, 2012), “Íris Científica 2” (Ed. autor, 2014), “Diálogos com Ciência” (Ed. autor, 2015) prefaciado por Carlos Fiolhais, “Íris Científica 3” (Ed. autor, 2016), “Íris Científica 4” (Ed. autor, 2017), tendo publicado este ano mais um volume desta coleção.

20 de novembro | Dia Internacional dos Direitos das Crianças

Hoje os alunos que frequentaram a biblioteca escolar da EB Quinta das Flores, tiveram a oportunidade de assistir ao filme, “Vida Maria”, produzido pelo animador gráfico Márcio Ramos.

Todos os alunos ficaram sensibilizados com a personagem, Maria José e perceberam como é importante o respeito pela Declaração Universal dos Direitos das Crianças, na nossa escola, no nosso País, em todos os países, por todo o Mundo!

Vamos conhecer a vida de Maria José?

Aqui ficam os princípios dos direitos das crianças,  para relembrar, para refletir!

• Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade.
• Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica, do tráfico humano e do trabalho infantil.
• Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importando a sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.
• Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade.
• Todas as crianças têm direito a um nome e a uma nacionalidade.
• Todas as crianças têm direito a alimentação, habitação, recreação e atendimento médico.
• As crianças portadoras de deficiências, físicas ou mentais, têm o direito à educação e aos cuidados especiais.
• Todas as crianças têm direito ao amor, à segurança e à compreensão dos pais e da sociedade.
• Todas as crianças têm direito à educação.
• Todas as crianças tem direito de não serem violadas verbalmente ou serem agredidas por pais, avós, parentes, ou mesmo a sociedade.

Todas as turmas, através de um aluno por turma,  participaram no painel alusivo aos Direitos da Criança: ” uma turma – uma imagem – um princípio”.

Vamos ver o nosso painel pictórico?

arvore _direitos

 

Make a Wish! vai à escola! Inspira-te e concretiza o desejo de uma criança!

<https://e.issuu.com/anonymous-embed.html?u=bibliomag&d=apresenta_https://e.issuu.com/anonymous-embed.html?u=bibliomag&d=apresenta__o_maw_vai___escola

 

As estrelas chegaram às nossas escolas e as crianças esperam pela nossa participação para concretizarem um desejo!

O Agrupamento de Escolas Coimbra Sul está a participar no Programa a “MAKE-A-WISH vai à Escola” e no Concurso de Decoração de Natal!

Para participar nesta iniciativa basta falar com o Diretor de Turma ou deslocar-se às bibliotecas escolares das EB 2,3 Alice Gouveia e EB 2,3 de Ceira!

Ofereça uma estrela e faça uma criança feliz!

 

Atualmente, cerca de 150 crianças estão a aguardar a realização do seu desejo. No mundo, existem inúmeras crianças gravemente doentes, com desejos ainda por realizar.

A Make-A-Wish acredita que a realização de um desejo tem a capacidade de transformar vidas e que é, muitas vezes, o ponto de viragem na forma da criança/jovem enfrentarem a situação que estão a viver naquele momento.

Contribua para a realização de desejos!

Fonte: https://makeawish.pt/como-ajudar/faca-magia/

novembro 2018 | Exposição Centenário do Final da I Guerra Mundial

 

Está patente no átrio da Biblioteca Escolar da EB 2,3 Alice Gouveia uma mostra de trabalhos realizados pelos alunos do 9.º ano no âmbito da disciplina de História, alusiva à comemoração do Centenário do Final da I Guerra Mundial.

Para saber mais, visita o sítio da RTP Ensina e visiona os seguintes documentos vídeo.

 

 

Aprender línguas com uma APP

Gostas de música? De conhecer as suas letras? Então esta app é para ti! Grátis!
“O popular site LyricsTraining de aprendizagem de línguas mediante videoclips musicais disponibiliza agora uma aplicação para dispositivos móveis. Milhares de vídeos, em 12 línguas diferentes (inclusive o português, que poderá ser útil para alunos que têm o português como língua não materna), estão disponíveis para jogar e treinar ao som da sua música preferida.”

6 e 7 de novembro | A Viúva e o Papagaio | Caixa de Palco | EB de Ceira e Alice Gouveia | 2.º Ciclo

Vai realizar-se no próximo dia 6 de novembro, pelas 10:15, a representação da peça teatral “A Viúva e o papagaio”, destinada aos alunos do 2.º Ciclo!

No dia 7 de novembro, na EB Alice Gouveia, o público-alvo será o 5.º ano!

Informação da Caixa de Palco

O espetáculo A Viúva e o Papagaio é uma adaptação do conto com o mesmo título de Virgínia Woolf, pertencente às metas curriculares do 5º ano, sendo leitura obrigatória no Plano Nacional de Leitura. É um conto imprevisível e entusiasmante, que acompanha a aventura da Srª Gage na procura da herança inesperada que o seu irmão lhe deixou, contando com a ajuda de James, um papagaio invulgar.

Num espetáculo inteligente e dinâmico, a Caixa de Palco propõe um momento descontraído, com música ao vivo e rico em interpretação e movimento, onde os atores se transformam dando vida às suas personagens e a sonoplastia nos preenche a alma.

 

%d bloggers like this: