8 de maio de 2019 | Concurso de Leitura Expressiva | BE da EB 2,3 Alice Gouveia

 

Comemora-se durante este ano de 2019 o Centenário do Nascimento da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen (Porto, 6 de novembro de 1919 – Lisboa, 2 de julho de 2004) e igualmente o Centenário do Nascimento do escritor Fernando Gonçalves Namora (Condeixa-a-Nova,15 de abril de 1919 – Lisboa, 31 de janeiro de 1989) e os 30 anos do seu desaparecimento, estando patente, a partir de dia 7 de maio, uma pequena exposição sobre estas duas importantes personalidades da literatura portuguesa.

Concurso de Leitura Expressiva deste ano terá a inspiração destes dois escritores e os participantes preparam a leitura de alguns dos seus textos poéticos. O Encontro vai decorrer na Biblioteca Escolar da EB 2,3 Alice Gouveia, às 10:15 para os alunos do 2.º Ciclo e, às 12 horas para os alunos do 3.º Ciclo.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Fernando Namora

25 de abril de 1974 | 45 anos | Leituras

Consulta sítios digitais sobre esta temática. Aqui estão duas propostas:

RTP Ensina

Centro de Documentação 25 de abril

Visão Júnior

TSF

RBE Blogue

Ler para ser livre!

Halloween 2018 | BE AECS

Boas leituras!

 

1 de junho de 2018 | Malala, a jovem paquistanesa que defende as crianças | RTP Ensina

 

Clicar sobre a imagem para ver o vídeo.

Invulgar é a história desta menina que luta pelo direito à educação das crianças. Por isso esteve entre a vida e a morte. Baleada pelos taliban a caminho da escola, sobreviveu e ficou mais forte. Admirada em todo o mundo, o seu nome é Malala Yousafzai.

A juventude de Malala não lhe retira firmeza nem seriedade. Pelo contrário. A jovem paquistanesa é ouvida em todo o mundo. Discursa nas Nações Unidas, desafia os líderes políticos a investirem em livros em vez de balas, dá opiniões na imprensa internacional. Porque Malala não se cansa de dizer que todas as crianças devem ir à escola, que todas têm direito à educação.

A causa desta ativista começou quando tinha 11 anos e vivia no Vale de Swat, no Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão. A vida seguia tranquila, Malala não passava de uma estudante anónima na escola onde o pai, Ziauddin Yousafzai, era diretor. Mas em 2009 os extremistas religiosos conseguiram impor a sharia, a lei islâmica, e o terror entrou na sua aldeia, com as adolescentes a serem perseguidas por frequentarem o ensino. A situação começou a ser relatada por Malala num blogue da BBC, foi ela a única a ter coragem para o fazer porque as professoras temiam as consequências.

O sucesso do Diário de uma Estudante Paquistanesa chamou a atenção dos taliban que, a 9 de outubro de 2012, dispararam sobre ela, atingindo-a na cabeça. A menina foi levada para o Hospital da Rainha Isabel, em Birmigham, Reino Unido, onde esteve em coma durante vários dias. Malala sobreviveu ao ataque e ficou mais forte, determinada em defender sempre o direito à educação. Por causa das constantes ameaças, a família refugiou-se em Inglaterra e neste novo país Malala pôde regressar à escola, em liberdade. Como deve ser, e como acredita que pode vir a ser, para todos os meninos e meninas.

“Uma criança, um professor, um livro, uma caneta. Educação é a solução. Educação primeiro.” é o mantra que repete em todos os grandes palcos deste mundo. E o mundo reconhece a determinação desta jovem invulgar, a pessoa mais nova a ser distinguida com o Nobel da Paz. Tinha 17 anos. O dinheiro dos muitos prémios que já recebeu é investido na ONG que fundou com o pai. O Fundo Malala já ajudou 60 milhões de raparigas que não podiam ir à escola. Educação primeiro. Porque aprender é a verdadeira arma.

  • Temas: Cidadania
  • Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário

in RTP Ensina

Maio de 1968 | Exposição comemorativa na BE de Ceira

Está patente na Biblioteca Escolar da EB 2,3 de Ceira uma exposição comemorativa dos 50 Anos de Maio de 1968. Os alunos dos 9.ºAC e 9.ºBC realizaram diferentes trabalhos de pesquisa no âmbito da disciplina de História onde se destaca o papel fundamental do Maio de 68, como é reconhecido e de todos os movimentos económicos, sociais e estudantis (liderado por Daniel Cohn-Bendît) que, em França e, particularmente em Paris, fizeram acreditar na utopia, no poder da juventude e no poder da poesia…num percurso em que a mudança de mentalidade estava na rua.

Visitem a exposição até dia 31 de maio!

 

Para saber +

Consultar Infopédia

Mai 68 expliqué en 1 minute

 

9 de maio de 2018 | Dia da Europa | Quizz na BE!

 

No âmbito das comemorações do Dia da Europa, os alunos do 3.º Ciclo das EB 2,3 Alice Gouveia e EB 2,3 de Ceira participam até ao final desta semana numa atividade que visa conhecer e recordar factos que se relacionam com a União Europeia através da resposta a um questionário. Esta iniciativa, que  decorre nas duas BE, foi organizada pela AD de Geografia em parceria com a Raiz Editora e em colaboração com a Biblioteca!

Se quiseres participar autonomamente basta dirigires-te ao balcão de atendimento, pedir o formulário e, consultando o recurso disponível no ambiente de trabalho do computador que requisitaste, responder ao desafio! Boas pesquisas e boas leituras!

25 de abril de 1974 – 2018 | Abril Sempre! – Matilde Peça | Painel – José António Franco

Abril Sempre!

“Deslizar de emoções
Silêncios acabados
Carimbos da censura arrasados
Liberdade acontecida
E no peito o querer
De uma nova aurora
Onde o brilho de abril
Aconteça em cada dia
Num arco-íris de esperança…”

Matilde Peça

 

Painel

 

Sonho?

— Não!

Canto?

— Não! Já vivo.

Vivo o sonho do meu canto!

 

     José António Franco​

  

​    Coimbra, 25 de Abril de 1974           

%d bloggers like this: