17 de abril de 2018 | Encontro com o Escritor José António Franco! | BE da EB 2,3 Alice Gouveia

O poeta José António Franco vem mais uma vez à BE da EB 2,3 Alice Gouveia no dia 17 de abril para um Encontro com o Escritor, dirigido a todas as turmas do 5.º ano no âmbito da disciplina de Língua Portuguesa em articulação com a BE.

Vamos revisitar o nosso Escritor?

JOSÉ ANTÓNIO FRANCO, nasceu em Coimbra em 1951.

Licenciado em Filologia Germânica, professor de inglês; formador de professores, educadores e bibliotecários; poeta e ficcionista, tem-se dedicado à didáctica da poesia, trabalhando essencialmente com crianças e jovens dos Ensinos Básico e Secundário com quem partilha o prazer de ouvir e dizer o poema.

Bolseiro Fulbright (pela Comissão Cultural Luso-Americana), na State University of New York, College at Potsdam, 1979.

Galardoado no Prémio Alves Redol de Revelação de Conto, Vila Franca de Xira, 1990. Venceu o X Prémio de Conto Joaquim Namorado, Figueira da Foz, 1993.

Em 1997 foi galardoado pelo Instituto de Inovação Educacional no Concurso “Experiências Inovadoras no Ensino” pelo projecto A Poesia como Estratégia.

Em 2002 fundou “Os Jograis da Bonifrates”.

 

PUBLICAÇÕES DO AUTOR (além de textos dispersos em blogs, jornais e revistas nacionais, galegas e brasileiras)

POESIA

Véspera Tardia, poemas, Coimbra, 1986, assinado com o pseudónimo de António Simões;
Pedra Fecunda, poemas, Coimbra, 1987;
Paisagem sem Noite, poemas, colecção Poesia, Livraria Minerva, Coimbra, 1993;
Verso a Verso (PNL), Antologia Poética, com Textos de Luísa Ducla Soares, José Manuel Ribeiro, Vergílio Alberto Vieira, Amadeu Baptista, Nuno Higino e Francisco Duarte Mangas, ilustrações de João Concha, Editora Trinta Por Uma Linha, Porto, 2009;
Versos de Respirar (PNL), Calendário de Letras, 2009;
Rimas e Castanholas, Trinta Por Uma Linha, Porto, 2012;
Verso a Verso, Antologia Poética, tradução para o castelhano de Maria del Sol Peralta, Panamericana Editorial, Bogotá, Colômbia, 2013;
25 de Abril 40 Anos de Liberdade, Antologia, Trinta Por uma Linha, Porto, 2013;
Barricadas de Estrelas e de Luas, Antologia Poética no Centenário da Primeira Grande Guerra organizada por João Manuel Ribeiro, Tropelias e Companhia, Porto, 2013;
Pandeiretas, Cornetins e Rimas Assins (PNL), Trinta Por uma Linha, Porto, 2014;
Caderno Tolo de Versos sem Miolo, Livros do Corvo, Vila Nova da Barquinha, 2017;
Rimas e Castanholas (2ª edição), Livros do Corvo, Vila Nova da Barquinha, 2017, Versos de  Respirar, (2.ª edição), Livros do Corvo, Vila Nova da Barquinha, 2018;
Os Direitos da Criança, Antologia organizada por João Manuel Ribeiro, Trinta Por Uma Linha, Porto, 2018.

PROSA:

Histórias e Morais, Coimbra, 1992; “O Frigorífico”, in Contos Premiados, X Prémio Joaquim Namorado, Câmara Municipal da Figueira da Foz, 1996;
“Corpinteiro”, in Crónica Jornalística — Século XX, antologia organizada por Fernando Venâncio, Círculo de Leitores, 2004; Histórias e Morais, Pé de Página, Coimbra, 2005;
O Melro Envergonhado (PNL), Lápis de Memórias, Coimbra, 2011;
O Lobinho (PNL), Lápis de Memórias, Coimbra, 2016;

A Cegonha Maquinista, Livros do Corvo, Vila Nova da Barquinha, a sair brevemente.

ENSAIO

— “A poesia como estratégia”, in José António Franco et al, Experiências Inovadoras no Ensino: inovação pedagógica, colecção Práticas Pedagógicas, nº 6, Instituto de Inovação Educacional, Lisboa, 1998;
A Poesia como Estratégia, Campo das Letras, colecção Campo da Educação, Porto, 19991;
A Poesia como Estratégia, Tropelias & Companhia, Porto, 2012 (obra de referência para a implementação do programa de Português do Ensino Básico).

Anúncios

9 de março de 2018 | Palestra – Prof. Doutora Isaltina Martins – Presença dos Clássicos n’ “Os Lusíadas” | Programa Clássicos em rede | Parceria

No próximo dia 9 de março vai decorrer, na Biblioteca Escolar da EB 2,3 de Ceira, uma Palestra subordinada ao tema Presença dos Clássicos n’ “Os Lusíadas”, dinamizada pela Prof. Doutora Isaltina Martins, Presidente da Associação de Professores de Latim e Grego, destinada a turmas do 9.º ano, numa organização e articulação da BE e da área disciplinar de Português.

 Esta iniciativa resulta do programa Clássicos em rede desenvolvido, em parceria, pela Rede de Bibliotecas Escolares, pelo Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CEC-FLUL) e pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra – Instituto de Estudos Clássicos, que também é uma das parcerias neste projeto.

EB 2,3 de Ceira – 12:00 – 12:45 –  9.º AB | 9.º BC

2 de março de 2018 | Palestra – Prof. Doutora Isaltina Martins – Presença dos Clássicos n’ “Os Lusíadas” | Programa Clássicos em rede | Parceria

No próximo dia 2 de março vai decorrer, na Biblioteca Escolar da EB 2,3 Alice Gouveia, uma Palestra subordinada ao tema Presença dos Clássicos n’ “Os Lusíadas”, dinamizada pela Prof. Doutora Isaltina Martins, Presidente da Associação de Professores de Latim e Grego, destinada a turmas do 9.º ano, numa organização e articulação da BE e da área disciplinar de Português.

 Esta iniciativa resulta do programa Clássicos em rede desenvolvido, em parceria, pela Rede de Bibliotecas Escolares, pelo Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CEC-FLUL) e pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra – Instituto de Estudos Clássicos, que também é uma das parcerias neste projeto.

EB 2,3 Alice Gouveia – 11:00 – 11:45 –  9.º B | 9.º C | 9.º D

Sophia de Mello Breyner Andresen

Documentário “Sophia de Mello Breyner Andresen – O Nome das Coisas” from Panavideo on Vimeo.

Do episódio da Ilha dos Amores | Os Lusíadas| Luís Vaz de Camões

O episódio lírico da obra camoniana “Os Lusíadas” denominado de “A Ilha dos Amores” tem como função metaforizar deleites e recompensas depois de feitos pesados, a típica ideia de uma meta depois de um objetivo e o encosto a futilidades que omitem um mundo adverso ao cubículo metafórico que é a Ilha dos Amores de Camões.

O poeta tinha duas grandes intenções ao inserir mitologia greco-romana na sua obra mais destacada, primeiro porque escrevia uma epopeia clássica na qual se recorre à dita derivação mitológica e Camões não iria escapar ao fluxo de tendências e ao repertório do género e ainda porque usa divindades que se submetem aos objetivos lusitanos , aos seus prazeres e que falham ao tentar parar a campanha marítima de Vasco da Gama, estes fatores enfatizam o carácter português e exaltam os seus feitos e elevam-nos a um nível divino, um complexo ultra-patriota do autor.

Por fim a obra em questão é um manifesto de exaltação dos valores primordiais e nacionais portugueses de uma forma demasiado exagerada mas contudo compreensível e aceitável de acordo com o espaço temporal no qual foi escrita.

Oleksandr Narovatkin

9ºE

27 de abril de 2016 | Encontro com a escritora Maria João Lopo de Carvalho

27_abril_2016_cartaz_MJLOPODECARVALHO

No próximo dia 27 de abril de 2016, vai realizar-se um Encontro com a escritora Maria João Lopo de Carvalho, na BE da EB 2,3 Dr.ª Maria Alice Gouveia, dirigido aos alunos dos 5.º A, 6.º B,  6.º C e 6.ºG, resultante do trabalho articulado com a disciplina de Português.

Esta escritora e comunicadora ímpar é autora de livros para um público adulto, nomeadamente com os dois romances históricos intitulados “Padeira de Aljubarrota” e “Marquesa de Alorna”, mas igualmente com publicações para a infância e juventude, nomeadamente “A minha Mãe é a Melhor do Mundo”, as coleções “Hora H”, “As Cinco Quinas” e “Os sete irmãos”. Alguns deles estão integrados no Plano Nacional de Leitura. Maria João Lopo de Carvalho tem contribuído para promover o gosto pela leitura junto do público infantil e juvenil através do caráter realista das suas obras, onde facilmente encontramos uma personagem com a qual nos identificamos !

Vamos conhecer e revisitar a coleção “7 irmãos”? E conhecer o conto “A minha Mãe é a Melhor do mundo!”

À tarde, o encontro com esta escritora será no Centro Escolar Quinta das Flores e terá o seu início às 14:00!

No final de cada encontro haverá uma sessão de autógrafos!

Esta iniciativa é promovida pelos CTT Correios de Portugal (Vale das Flores). 

12 e 13 de abril de 2016 | Mundo Brilhante na nossa escola!

Vão decorrer no Agrupamento de Escolas Coimbra Sul, nos dias 12 e 13 de abril, várias sessões de sensibilização e de promoção de leitura organizada pelo Projeto “Mundo Brilhante” sob a direção do Dr. Alfredo Leite, psicólogo educacional e diretor pedagógico deste projeto que tanto tem vindo a contribuir para uma visão da leitura e da sua importância na assunção de valores da cidadania que se revestem de um interesse primordial nos nossos dias.

Ao longo de dois dias, na Biblioteca Escolar da Escola EB 2,3 Dr.ª Maria Alice Gouveia, serão dinamizadas várias sessões de sensibilização para a leitura dos textos dramáticos “Leandro, o rei da Helíria”, de Alice Vieira para os alunos do 7.º ano, “Aquilo que os olhos veem ou o Adamastor”, de Manuel António Pina, destinadas aos alunos do 8.º ano e o “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente para os alunos de 9.º ano, salientando a vinda dos alunos do 9.ºA/C da EB 2,3 de Ceira para esta sessão.  Esta atividade é organizada pela Biblioteca Escolar em articulação com a área disciplinar de Português. Dois dias brilhantes para aprender e ler sempre +!

%d bloggers like this: