29 de Abril 2014 |40 Anos do 25 de ABRIL

Diapositivo1

 

DSCN6381 DSCN6383 DSCN6384 DSCN6382 DSCN6380

Concurso de Fotografia – 3ª edição! Sempre aLeR+ é o tema!

O Concurso de Fotografia está na sua 3ª edição e termina no dia 17 de Maio!

O tema, “Sempre a ler +”, é dirigido a toda a comunidade educativa do nosso Agrupamento de Escolas: alunos, encarregados de educação, professores e funcionários.

Cada concorrente poderá participar com um máximo de duas fotografias digitais (a cores ou a p&b) – cada uma delas deverá ter um título e, devidamente identificadas, poderão ser entregues na Biblioteca da escola sede ou enviadas para o e-mail bibliomag1@gmail.com .

Boas fotos… sempre aLeR+!

Myebook – Livro do 5ºA

Myebook – Livro do 5ºA.

Poesias elaboradas a partir da leitura de obras do escritor João Manuel Ribeiro.

10 de fevereiro 2012 | José Fanha e uma manhã feliz na BE

A vinda do escritor José Fanha à Biblioteca da nossa escola foi um momento inesquecível e é através das palavras dos nossos alunos que vamos sentir como esta manhã foi o início de um dia feliz.

No dia 10 de fevereiro, a nossa Biblioteca Escolar recebeu o escritor José Fanha.
A turma do 6ºE ficou agradavelmente surpreendida com a magia do dom da palavra deste declamador, fazendo-nos entrar no mundo da escrita.
A parte que o 6ºE gostou mais foi uma assustadora história de terror “A mulher esqueleto” contada por José Fanha que é um escritor simpático, divertido e que consegue por as palavras certas nos sítios certos.
            José Fanha é um arquiteto das palavras.

Turma 6ºE

Carolina Santos…6ºB, disse:

Adorei a sessão com o escritor José Fanha gostei muito de ouvir o escritor e dos poemas e histórias que contou. Para ser sincera tocou-me um pouco a história da sua avó.
Espero que o escritor se tenha sentido “em casa” como ele disse até porque as “portas” estarão “sempre abertas” para este escritor magnífico.
Não o conhecia no sentido de o escritor ser alegre, ser simpático,…mas deu para perceber que ele é uma pessoa alegre,simpática e o que faz, fá-lo com muito amor,carinho e dedicação. Até hoje os escritores que foram lá à escola nenhum me chamou tanto a atenção como este. Esta foi a sessão que me fez ver que ler não é assim tão mau, aliás até nos faz descontrair, pois foi assim que me senti, descontraída. Nunca me interessei muito por livros nem nunca li assim muito porque achava que “era um pouco seca” mas depois de hoje percebi que ler nem sempre é uma seca, basta fazê-lo com diversão, interesse e alegria,pois um livro para além de nos dar informações sobre o passado e o futuro também nos dá diversão até porque são histórias inventadas. Por mais que as histórias sejam pequenas deixam-nos sonhar e voar alto, aliás muito alto.
Agora só espero que levem mais escritores lá à escola.

Diana Pinto… 6ºF,  disse:
Concordo plenamente com o comentário da Carolina…até porque o escritor José Fanha leva-nos ao céu com as suas palavras e também com a sua imaginação. Foi recebido como um grande amigo na nossa escola Maria Alice Gouveia. Há acontecimentos que que nunca “fogem” da nossa memória e este é um deles. Não me posso esquecer de dizer que o escritor é uma pessoa muito divertida e simpática. Devido à imensidão do seu bom coração recebeu-nos também de um modo espetacular.

Inês Santos…6ºB disse:Eu concordo que tragam escritores assim a nossa escola, mas o que tu disseste estava realmente certo e eu senti o mesmo!
Ler é o máximo tal com o escritor José Fanha!

Dezembro | Exposições

Foram várias as exposições que se realizaram na BE durante o mês de dezembro, resultado de atividade promovidas por várias disciplinas e outras com a participação do Clube dos Amigos da Biblioteca que colaboraram na montagem destes trabalhos.
Aqui estão algumas imagens!

Matrioshkas na escola

A professora Maria João Araújo organizou uma Feira de Matrioshkas nos dias 28 e 29 de Abril, resultado do trabalho efectuado com os seus alunos com necessidades educativas especiais – de feltro, chaveiros ou em alfinetes; a actividade teve muito sucesso e é também uma forma de angariar fundos para a criação de novas obras de arte! Vamos ver?

Conhecer…
Matrioshka, matriochka ou matrioska ou mamuska (em russo матрёшка ou матрешка, Matryoshka ou Матрьона) ou boneca russa é um brinquedo tradicional da Rússia, constituída por uma série de bonecas, feitas de diversos materiais, ainda que o mais frequente seja a madeira, que são colocadas umas dentro das outras, da maior (exterior) até a menor (a única que não é oca). A palavra provém do diminutivo do nome próprio Matryona.

Exposição no Átrio da BE